Declaração da Constituição

Nós, as Centrais Sindicais dos Países de Língua Portuguesa abaixo indicadas, reunidas na 1 ª. Conferência Sindical, em Lisboa, em 7 e 8 de Maio de 1998, declaramos a Constituição da Comunidade Sindical dos Países de Língua Portuguesa - CPLP Sindical.

Profundamente empenhadas em estreitar os laços políticos, culturais, económicos, sociais e sindicais que unem os nossos Países, trabalharemos em conjunto na procura de soluções, tendo em especial atenção:
- A defesa da paz, da democracia, dos direitos humanos, políticos e sindicais;
- O respeito pela diferença e pela independência dos Países e das
Organizações;
- A autonomia do movimento sindical face às religiões aos partidos políticos, aos Governos e às organizações patronais;
- O reforço dos laços de fraternidade, amizade, solidariedade e cooperação entre os trabalhadores dos nossos Países, onde quer que estes se encontrem;
- A promoção do diálogo intercultural e da língua portuguesa;
- A luta por melhores condições de educação, saúde e protecção social;
- O respeito pelos direitos das crianças, combatendo todas as formas de exploração, em particular o trabalho infantil;
- A promoção da igualdade de oportunidades entre mulheres e homens face ao trabalho e o combate a todas as formas de discriminação e exploração, em particular o trabalho escravo;
- A luta contra a discriminação racial e contra a xenofobia;
- A melhoria das condições de vida e de trabalho dos filiados e dos trabalhadores em geral, no activo, desempregados ou aposentados.
Como Organizações Sindicais representativas dos trabalhadores dos nossos Países empenhar-nos-emos no desenvolvimento da CPLP, valorizando o que nos é comum e que resulta de uma convivência secular - uma Língua, uma História, uma Comunidade - no respeito pela diversidade dos nossos Estados e das nossas culturas.

Lisboa, 8 de Maio de 1998.

 

Membros Fundadores

 
RocketTheme Joomla Templates